quinta-feira, 30 de maio de 2013

Disfunção erétil e atividade física


A disfunção erétil, definida como a falta de habilidade masculina para obter ou manter ereção suficiente para o intercurso sexual, está diretamente relacionada com a qualidade de vida do homem. As principais causas são: obesidade, hipertensão arterial, diabetes, problemas cardíacos, tabagismo, consumo de álcool em excesso, doenças da próstata, depressão e idade.

Estudos populacionais apontam altas taxas de prevalência para esta disfunção. Um levantamento realizado, por pesquisadores da USP, em grandes cidades do Brasil demonstrou que 45% dos entrevistados sofrem de disfunção erétil. Em um grande estudo americano, Massachusetts Male Aging Study, com 1290 americanos, entre 40 e 70 anos, na região de Massachussetts, mostrou que 52% dos homens sofriam do problema. Pesquisas realizadas em países europeus e da América Latina, também apontam números elevados de homens com disfunção erétil.

É importante que se combata as causas que podem acarretar a disfunção erétil.  A obesidade, por exemplo, como já citado anteriormente, é um fator de risco que deve ser combatido intensamente, desde cedo, com políticas de incentivo à prática de hábitos saudáveis, como a realização de atividades físicas (caminhar, pedalar, dançar), além é claro, do consumo de alimentos saudáveis. Em 2004, o respeitado jornal da Associação de Medicina Americana (JAMA), publicou um estudo revelando que homens obesos, com idade entre 35 e 55 anos, submetidos a um protocolo que tinha como objetivo a perda de peso e o aumento do nível de atividade física reduziram significativamente os relatos de disfunção erétil, quando comparados a outro grupo que não estabeleceu a mesma rotina.

É consenso que a atividade física conciliada a uma alimentação saudável e uma boa noite de sono demonstre efeitos benéficos na saúde de homens e mulheres de todas as idades. Para isso, é fundamental adotarmos um estilo de vida ativo, praticando pelo menos 30 minutos de atividade física todos os dias da semana. Sua prática regular pode controlar o peso corporal, melhorar a resistência física, diminuir a pressão arterial, aliviar o estresse, diminuir a depressão e, é claro, melhorar a função sexual.

Rodrigo Mateus Farias
Personal Trainer
CREF 041607-G/SP
mateusfarias@gmail.com


Um comentário:

  1. Erection in men is often described as a pattern of anxiety and stress that can further interfere with normal sexual function. This "performance anxiety" needs to be recognized and addressed by your doctor.
    disfunçao eretil.

    ResponderExcluir

Agradecemos seu comentário!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...